Dra. Miriam Baldin CROSP 40.975

Clareamento de dentes não vitais

Clareamento de dentes não vitais

Consiste no clareamento interno de dentes que, geralmente, foram submetidos a traumas ou tratamento de canal, com hemorragia pulpar ou excesso de material obturador endodôntico na corôa do dente.
 
Quando o paciente apresenta este tipo de escurecimento, o primeiro passo é o exame minucioso da coroa e da raiz deste dente, através do exame clínico e radiográfico. 
 
Se o tratamento endodôntico não estiver satisfatório, ele deve ser refeito .
 
Se o dente apresentar pouca estrutura de esmalte e dentina deve-se levar em consideração a opção por facetas ou coroas, ao invés do clareamento interno.
 
O tratamento propriamente dito consiste na abertura da coroa do dente pelo orifício em que foi tratado o canal. É então feito um isolamento do dente e um curativo interno com uma pasta de Ca(OH)2, para proteção radicular e apical. Pode-se aplicar clareadores à base de peróxido de hidrogênio e luz (laser ou LED), como na técnica descrita acima, ou clareadores que são deixados como curativos, e o paciente retorna após alguns dias para substituí-lo.
 
Geralmente, devido ao grau de escurecimento destes dentes, serão necessárias várias sessões até que se consiga o resultado esperado, e após isto, restaura-se o dente.

Voltar

Av. Dr. João Palma Guião, 715 - Alto da Boa Vista CEP:14025-350 - Ribeirão Preto (SP)

(16) 3635.6320

(16) 3635.0662

Cel. WhatsApp (16) 98175 0520

Trip Propaganda